9 de dez de 2008

Deficientes visuais aprendem a fotografar em curso realizado pelo Senac, em São Paulo

Além de ensinar a arte de fotografar para deficientes visuais, um curso oferecido pelo Centro Universitário SENAC, em São Paulo, chama a atenção para a necessidade de espaços acessíveis. Durante o curso realizado gratuitamente, os alunos cegos, orientados por estudantes do curso do Bacharelado em Fotografia, produziram imagens feitas em visitas ao Mercado Municipal, Bienal de São Paulo e também de passagens cotidianas.

"Foi uma experiência incrível. Antes de fazer o curso, pensava que era impossível o cego tirar fotos", conta o aluno João Batista Maia da Silva, 34 anos, que tem deficiência visual desde os 28. "Passamos a conhecer a máquina fotográfica, a escolher e identificar o objeto a ser fotografado. Hoje, eu posso sair à rua e fotografar com segurança um objeto ou uma paisagem. A técnica eu já sei. Basta uma descrição do que pretendo fotografar para deixar a imaginação trabalhar."

O projeto pioneiro da instituição transformou os alunos do Bacharelado em Fotografia em educadores e possibilitou que no futuro eles possam multiplicar os ensinamentos em outras causas sociais.

Durante o curso acontece uma troca de experiências. "O educador, aluno do bacharelado, aprende a utilizar outros sentidos na captura das imagens e o deficiente visual transfere sua percepção de mundo para o papel", explica Kulcsár. "Os educadores visitaram o Museu dos Sentidos e o projeto para deficientes visuais da Pinacoteca e puderam sentir a diferença de não ter a visão, o que facilitou a comunicação com os alunos."

http://www.sp.senac.br/

Nenhum comentário: