4 de dez de 2008

Mara Gabrilli promoveu festa para celebrar a liberação das pesquisas com células-tronco embrionárias no Brasi

O evento que aconteceu no dia 03 de julho, na Casa Cor São Paulo, reuniu pesquisadores, personalidades, autoridades e todas as pessoas que torceram para que as pesquisas fossem liberadas. Em maio deste ano, o STF julgou improcedente a ADIN que apontava a inconstitucionalidade no artigo 5º da Lei de Biossegurança. Estiveram presentes à comemoração, o presidente da Casa Cor, João Dória Jr., o Prefeito de SP, Gilberto Kassab, o presidente do Partido Verde, Penna, os Secretários Andrea Matarazzo (Subprefeituras) e Renato Baena (Pessoa com Deficiência), a pesquisadora da USP Dra. Lygia da Veiga Pereira, o presidente do ShopTour, Luiz Galebe, as atrizes Jaqueline Dalabona e Laura Wie, o empresário André Almada. Também prestigiaram Alexandra Szafir e Alda Marco Antonio. Mara Gabrilli aproveitou a ocasião para celebrar outra conquista: a ratificação pelo Congresso Nacional da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

"Queremos que se continue pesquisando as células-tronco adultas (extraídas da medula óssea, do cordão umbilical, da polpa do dente, entre outros) e somar os resultados com as descobertas que as células-tronco embrionárias trarão, para poder tornar realidade tantas esperanças de cura”, disse Mara.

"Aproveito esta ocasião para celebrar também outra grande conquista: ontem o Senado ratificou com quórum qualificado a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, assim como o fez a Câmara dos Deputados. Isso significa que o primeiro documento de direitos humanos do século 21, que ratifica os direitos de 650 milhões de pessoas com deficiência em todo o mundo e proíbe a discriminação em todos os aspectos da vida, terá força de norma constitucional em nosso País”, concluiu a vereadora.

Nenhum comentário: