26 de mai de 2009

Comunicação móvel ajuda resolver problemas de acessibilidade

O Festival Mobilefest trouxe pela primeira vez ao Brasil o projeto Canal Acessível dos artistas Antoni Abade e Eugênio Tisseli que foi realizado por um grupo de voluntários com mobilidade reduzida que desenharam o plano de acessibilidade da cidade de Barcelona, a partir de transmissões realizadas por celulares com câmara e GPS integrados. "O Festival Mobilefest irá lançar o Canal Acessível São Paulo em setembro, durante a IV edição do evento, e está em contato com empresas e instituições interessadas em apoiar o projeto em São Paulo.

O jornalista e escritor Marcelo Rubens Paiva é um dos apoiadores do projeto", afirma Marcelo. O objetivo principal do projeto é conseguir através da participação ativa do coletivo realizar um mapa na internet com o reflexo da problemática de acessibilidade. Utilizando a rede 3G de transmissão celular de dados, cada um dos participantes publicou no site (http://www.megafone.net/BARCELONA) do projeto as imagens localizadas das barreiras arquitetônicas com que se depararam, assim como os exemplos de boa adaptação.

O projeto Canal Acessível além de Barcelona também foi realizado também em Genebra . O resultado foi um grande mapa da acessibilidade das cidades com a precisão do GPS e enriquecidos por fotos tiradas pelos próprios cadeirantes, que permitiram uma mudança e adaptação dos locais onde foram encontrados problemas. "Hoje utilizamos redes de última geração, aparelhos celulares com câmeras de foto e vídeo e GPS ligados à Internet sem fio, viral e instantânea, que nos desafia a encontrar novas soluções tecnológicas e ações coletivas a favor do bem comum", diz Paulo Hartmann, também organizador do Mobilefest.

O Mobilefest é um festival composto de diversas atividades, como o evento anual que contempla seminário e mostra internacionais e o Prêmio Mobilefest . O objetivo é promover ampla reflexão sobre o impacto promovido pelas tecnologias móveis e sem fio em diversas esferas sociais, como cultura, educação, arte, saúde e meio ambiente. Desde 2008, o Mobilefest tem desenvolvido projetos multinacionais de cultura e mobilidade com países como Canadá, Holanda, Espanha e Inglaterra.

Nenhum comentário: