30 de jul de 2009

Capital tem 2% de vagas de zona azul reservadas para pessoas com deficiência

Percentual é definido por lei e equivale a 700 vagas demarcadas nas ruas de todas as regiões da cidade.

De janeiro a julho deste ano, foram instaladas mais 300 vagas de estacionamento em vias públicas destinadas exclusivamente a veículos que transportem pessoas com deficiência. Somadas às 400 previamente existentes, essas vagas de Zona Azul já representam 2% do total disponível na cidade, alcançando o percentual recomendado pelo Decreto Federal 5296/04.
As 700 vagas foram distribuídas de acordo com critérios técnicos pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e são assinaladas no solo e em placas pela presença do Símbolo Internacional de Acessibilidade.

Para ter acesso garantido às vagas, a pessoa com deficiência deve portar o Cartão DEFIS, que deve ser obtido junto à CET. É importante destacar que o DEFIS não dispensa a necessidade de uso do cartão de Zona Azul.

Acessibilidade
O secretário Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, ressalta a importância da conquista para este público, uma vez que o acesso ao transporte é estratégico para uma vida mais autônoma. “Poder se locomover com mais liberdade e independência é fundamental para que a pessoa com deficiência tenha acesso ao trabalho e à educação”.

Além das vagas reservadas, as ações da Prefeitura voltadas ao transporte das pessoas com deficiência incluem uma frota de mais de 3.200 ônibus e 30 táxis adaptados (com mais 50 alvarás expedidos), a liberação do rodízio municipal de veículos e a distribuição de Bilhete Único Especial (gratuito) para o transporte público na cidade.

Informações sobre a localização das vagas PAIRE e instruções para obter o Cartão DEFIS estão disponíveis no site
http://prefeitura.sp.gov.br/pessoacomdeficiencia
Fonte: Portal SMPED / Imagem: Folha da Região

Nenhum comentário: