6 de jul de 2009

O programa Sem Barreiras da SMPED prepara RHs para projetos de empregabilidade

Até o final do ano, cerca de 700 profissionais de Recursos Humanos serão treinados para implantar programas de inclusão profissional de pessoas com deficiência. Mais de 40% das empresas acima de cem funcionários na capital paulista ainda não cumprem lei que estipula reserva de cotas para trabalhadores com este perfil.

O programa "Sem Barreiras - Inclusão Profissional de Pessoas com Deficiência", uma iniciativa da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), nasceu para desmistificar a idéia de que essa inclusão traria problemas para a empresa, seja com gastos para adequação física do espaço, queda de produtividade ou dificuldades de relacionamento no ambiente de trabalho.

O coordenador do programa na SMPED, Rafael Públio, explica que os profissionais de RH recebem informações sobre a legislação, as características de cada deficiência e adequações necessárias, como a extinção de barreiras arquitetônicas e melhoria de mobiliário (deficiência física), sinalização visual (deficiência auditiva) e táctil (deficiência visual), softwares e outros recursos tecnológicos que possibilitam ao profissional com deficiência desenvolver suas funções.

O programa "Sem Barreiras no Emprego" da SMPED tem como parceiros a Secretaria Municipal do Trabalho, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SP).

A SMPED já iniciou o treinamento há duas semanas para turmas de profissionais da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e do Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT) - da Secretária Municipal do Trabalho de São Paulo.

Empresas interessadas em participar do programa devem enviar e-mail para: rpublio@prefeitura.sp.gov.br, aos cuidados de Rafael Públio.
Fonte: Redação Sentidos

Nenhum comentário: