23 de set de 2009

Crianças brincam com cães no Dia da Luta da Pessoa com Deficiência

Por onde passa em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio de Janeiro, o sorriso alegre do pequeno torcedor do Flamengo chama a atenção. Com paralisia cerebral, Jorge Luís, de 10 anos, participou nesta segunda-feira (21) da comemoração pelo Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Tímido, ele afaga carinhosamente o golden retriever Moleque.

A iniciativa é do Rioinclui (obra social da cidade), em parceria com a Secretaria municipal da Pessoa com Deficiência e a Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais, além da Guarda Municipal. Juntos, esses órgãos promovem um dia de terapia com cães, a chamada cinoterapia. O objetivo é trabalhar a hiperatividade, comunicação, autoestima, memória e as boas sensações entre as pessoas com deficiência. Os animais também ajudam a superar a depressão. “O foco aqui é a criança. A terapia com cães trabalha a linguagem, a postura e a relação interpessoal dessas crianças”, conta a coordenadora técnica da Secretaria da Pessoa com Deficiência, Isabel Gimenes.

Jorge é uma das crianças que frequentam o Centro municipal de Referência da Pessoa com Deficiência, em Vila Isabel, que atende cerca de 730 crianças. Para conversar, ele usa um livro com figuras e frases que expressam sentimentos e desejos. As figuras dizem se ele está triste, feliz, cansado, com frio ou calor, por exemplo. “Ele está bem melhor e é muito feliz. Eu que não sou feliz porque ele não anda, mas meu filho está sempre com um sorriso no rosto. A minha filha Maria Clara, de 5 anos, que nasceu normal, entende tudo o que ele quer. Às vezes, ela fala pra mim, ‘mãe, ele quer água’, porque ele está olhando para a geladeira”, fala a mãe, Maria Dalva da Silva. Além de Jorge, outras crianças tiveram nesta segunda-feira (21) a oportunidade de um primeiro contato com cães dóceis e afáveis. Normalmente, as raças mais indicadas para o contato com as crianças são pastor alemão, labrador e golden retriever.


O trabalho com as crianças inclui aulas de fisioterapia, fonoaudiologia, musicoterapia e terapia ocupacional.

Segundo o o IBGE, mais de 24 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência física ou mental em todo o Brasil.
Cursos gratuitos
A prefeitura abriu
cursos gratuitos de capacitação em oito áreas de atuação, com todo o material didático incluído. As aulas começam no dia 19 de outubro.

Os cursos oferecidos são: informática, promotor e repositor de vendas para o varejo, teleatendimento e telemarketing, técnicas de vendas e negociação, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, arquivista e porteiro. Todos têm carga horária de 45 horas e as aulas acontecem duas ou três vezes por semana no Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência (CIAD) Mestre Candeia, no Centro.

Os alunos podem optar por mais de um curso. Para se matricular, é preciso ter 16 anos ou mais e ser portador de qualquer tipo de deficiência. Os candidatos devem apresentar CPF, RG e comprovante de residência. Outras informações pelo telefone (21) 2286-3306.

Fonte: Globo.com
Foto: Cláudia Loureiro/G1

Nenhum comentário: