25 de nov de 2009

Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Faculdade de Medicina da USP inauguram centro de treinamento de cães guia

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência assinaram convênio para criação do Centro de Estudos do Cão Guia e inauguração do Centro de Treinamento de Cães Guia, no dia 24 de novembro de 2009, às 17:00 horas, no Anfiteatro "Altino Antunes".

Durante a solenidade estavam presentes A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Profa. Dra. Linamara Rizzo Battistella, e o Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, Prof. Dr. José Antonio Visintin.
De acordo com o Censo 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos 24,6 milhões de brasileiros que declaram ter deficiência, 48,1% apresentam algum tipo de deficiência visual. As raças mais usadas como cão-guia no Brasil são o labrador e o pastor alemão, por serem dóceis e apresentarem grande capacidade de adaptação.

O treinamento chega a durar 18 meses e compreende a escolha do filhote, a ambientação em locais fechados e abertos até a fase de adaptação do cão com o seu novo dono. No treinamento é feita a socialização do cão, para que ele se acostume a andar em locais com movimento como: metrôs, escadas rolantes, shopping centers, ônibus, entre outros.
Fonte: Sentidos

Nenhum comentário: