14 de dez de 2009

Projeto Preparar para Incluir forma 41 pessoas com deficiência na Zona Sul

O Instituto Paradigma, em parceria com o Instituto Camargo Corrêa e a CNEC Engenharia, entrega na próxima quinta-feira, dia 17, o certificado de conclusão do curso de qualificação profissional do projeto Preparar para Incluir, destinado a pessoas com deficiência residentes na Zona Sul, em São Paulo. A cerimônia terá início às 8h30, na Casa Popular de Cultura M´Boi Mirim (Rua Inácio Dias da Silva, s/n, próximo à Praça da Piraporinha e à estrada M´Boi Mirim), com a presença de Francisco Azevedo, diretor executivo do Instituto Camargo Correa, José Ayres de Campos, superintendente da CNEC Engenharia, Luiza Russo, presidente do Instituto Paradigma, e Thais Certain, mediadora.

O curso teve início em maio deste ano, desdobrando-se por três turmas que totalizaram 60 pessoas. Destas, 41 chegaram ao final dos módulos e vão receber o certificado. Segundo os organizadores, uma das principais conquistas deste projeto foi a articulação das oportunidades existentes na região, ampliando as possibilidades de trabalho e geração de renda aos alunos. “Eles puderam entrar em contato com oficinas e projetos locais de acordo com seu próprio interesse (panificação, artesanato, marcenaria etc.). Em contrapartida, essas organizações puderam encaminhar alguns de seus beneficiários para o módulo de empreendedorismo do projeto Preparar para Incluir, numa verdadeira troca de conhecimento e de oportunidades”, afirma Luiza Russo, presidente do Instituto Paradigma. Segundo ela, a articulação de uma rede de organizações na região permitiu disseminar um ambiente de aprendizagem inclusivo e ampliar as experiências destas organizações em relação à convivência com as pessoas com deficiência nos seus projetos. “Além disso, a constituição da rede possibilita a sustentabilidade da prática proposta pelo Preparar para Incluir e sua continuidade, independente da continuidade do próprio projeto”, explica.

“Sabemos da dificuldade das empresas em cumprir a legislação. Com este projeto, estamos colaborando duplamente com a sociedade ao capacitar pessoas e, ao mesmo tempo, pessoas com deficiência”, diz José Ayres de Campos, diretor-executivo da CNEC Engenharia. Segundo Francisco Azevedo, diretor executivo do Instituto Camargo Corrêa, “Com certeza esses alunos estão saindo daqui com uma perspectiva de futuro maior do que entraram, pois além de capacitar para o trabalho formal, o curso também prepara o aluno para empreender negócios próprios”.

O projeto Preparar para Incluir integra o Programa Futuro Ideal, realizado pelo Instituto Camargo Corrêa em outras 21 cidades brasileiras e em Luanda, em Angola, cujo foco é oferecer oportunidade de inserção do público juvenil no mercado de trabalho.
Fonte: Inclusive

Nenhum comentário: