7 de dez de 2010

Pessoas que sofrem de paralisia da cintura para baixo podem ter ganhado uma esperança de andar novamente graças a um par de “calças-robóticas” inventadas pelo israelense Amit Goffer. O próprio criador sofre de paralisia causada por um acidente de carro em 1997. O acidente o inspirou a criar um aparelho que o libertasse da cadeira de rodas.

Batizadas de ReWalk, as calças usam sensores e motores para permitir que paraplégicos possam andar e até subir escadas. Usadas por cimas das roupas, as calças são equipadas com juntas motorizadas ativadas pelos sensores, que respondem a movimentos súbitos da parte superior do corpo o ajuste da estabilidade é feito com ajuda de muletas.

Goffer fundou a empresa Argo Medical Techonologis para comercializar o aparelho que estará disponívei a partir de janeiro de 2011 em centros de reabilitação ao redor do mundo, depois de vários anos de testes em clínicas de Israel e dos EUA. O custo das calças-robóticas é alto: US$ 100 mil por unidade.

Apesar de criador da tecnologia, Goffer não poderá fazer uso dela, pelo menos não dessa versão. O acidente que sofreu o deixou paralisado do pescoço para baixo e o aparelho depende de movimentos das mãos e dos ombros para ser operado. Goffer, no entanto, já está trabalhando em uma versão para tetraplégicos.

No site do jornal The Daily Mail é possível ver um vídeo do ReWalk em ação.
Fonte: msn

3 de dez de 2010

São Paulo promove a 1ª Virada Inclusiva

Show de rock com audiodescrição e Libras, exposições, oficinas culturais e debates sobre direitos das pessoas com deficiência são os destaques da programação, que acontece de 3 a 9 de dezembro.

Em 3 de dezembro é comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Para festejar a data, Prefeitura, Governo do Estado e entidades da sociedade civil organizaram uma série de eventos de cultura e lazer: a Virada Inclusiva.

A programação começa às 9h do próprio dia 3, no Memorial da América Latina, onde acontecem oficinas de música, apresentações de dança, capoeira e mostra de curtas-metragens durante todo o dia.
Também neste dia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) promove das 8h30 às 17h30, o seminário “A Inclusão da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida na Educação para o Trânsito”.
Completam a grade do primeiro dia exposição de quadros no Parque Ibirapuera, atividades paradesportivas no Parque Villa-Lobos, circuito de agilidade para cães (vão livre do Masp), visitas monitoradas ao Centro de Operações do Metrô (Paraíso), Jardim Zoológico, Biblioteca Louis Braille (Centro Cultural São Paulo) e a entidades de assistência, como Lar Escola São Francisco e Fundação Dorina Nowill.

Rock acessível
No dia 4, sob coordenação da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), o Centro da cidade recebe a já tradicional passeata do Movimento Superação, com saída às 12h da Praça da República e destino ao Vale do Anhangabaú.

Também no Anhangabaú, das 12h às 19h, haverá show musical voltado ao público jovem, com artistas com algum tipo de deficiência ao lado de nomes consagrados, como a banda NXZERO, Baby Consuelo e Luiz Melodia.
O show terá área especial para o público com deficiência motora e visual, contando ainda com recursos de audiodescrição e tradução simultânea para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) por meio de telões. Entidades e mesmo pessoas físicas podem solicitar transporte gratuito adaptado junto ao serviço Atende, da Prefeitura.

Reivindicações
A Virada Inclusiva prossegue às 10h do dia 9, no Centro Cultural São Paulo, com a Sabatina, em que jovens com deficiência intelectual, ligados a diferentes instituições da capital, apresentam reivindicações e fazem perguntas ao secretário municipal da Pessoa com Deficiência.

A Virada Inclusiva é uma promoção conjunta da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida e da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Veja programação completa no site www.prefeitura.sp.gov.br/pessoacomdeficiencia .

Programação
(Prefeitura de São Paulo)

Dia 3
8h30 às 17h30
Seminário “Inclusão da Pessoa com Deficiência na Educação para o Trânsito”
(Rua Dona Veridiana, 298)
11h
Inauguração do Centro de Referência em Reabilitação – Jardim Herculano (Zona Sul)
10h às 17h
Biblioteca Louis Braille – OPEN DOOR
Centro Cultural São Paulo
(Rua Vergueiro, 1.000)

Dia 4
Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência
8h – 12h
Fórum de Conselhos de Entidades
(Rua Formosa, 215)
12h – 14h
Passeata do Movimento Superação
(Praça da República até o Vale do Anhangabaú)
12h às 19h
Show da Inclusão e Superação (Vale do Anhangabaú)
12h30 – DJ Unidos
13h – Dudé e Banda Carrera
13h30 – Projeto Tupã
14h – Abertura oficial
14h30 – Juliana Caldas
15h – Rincón Sapiência
15h30 – Manu Gavassi
16h – NXZero
18h – Luiz Melodia e Baby do Brasil, com a banda Quebra-Cabeça

Dia 7
10h – 13h
Sabatina (Fale com o Secretário) – jovens com deficiência intelectual apresentam reivindicações às autoridades
Centro Cultural São Paulo
(Rua Vergueiro, 1.000)

Fonte: Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED)