28 de jul de 2011

iPad ajuda pessoas com deficiência de desenvolvimento

Noah Rahman é um garoto que possui paralisia cerebral moderada. Essa deficiência faz com que sua maneira de se comunicar e seus movimentos superiores e inferiores de seu corpo sejam afetados. Aos dois anos de idade sua maneira de falar e suas habilidades motoras e cognitivas foram diagnosticadas por um especialista como se ele estivesse um ano atrasado em relação às outras crianças. Neste mesmo ano o garoto ganhou um iPad e, a partir daí esse diagnóstico passou a mudar.

Quatro meses depois sua linguagem e cognição já se encontravam de acordo com o nível de sua faixa etária e suas habilidades motoras apresentaram avanços.

Hoje Noah está com três anos de idade. Ele passa de uma a duas horas por dia com seu iPad. De acordo com o que informa o site Mashable, o garoto utiliza aplicativos de leitura e escrita em três idiomas: árabe, inglês e espanhol. No próximo outono ele passará a frequentar uma sala de aula para crianças de cinco anos. Seu pai, Sami Rahman é co-fundador de uma comunidade de pais, terapeutas e educadores, a SNAapps4Kids. Seus membros, usuários de iPhones, iPods touch, iPads e Androids compartilham experiências e informações sobre como ajudar crianças com necessidades especiais.

A comunidade acredita que dispositivos como estes são a nova tendência para auxiliar essas pessoas, principalmente o iPad, que já possui cerca de 40 mil aplicativos dedicados a pessoas com as mesmas dificuldades de Noah.

Já Michelle Diament, co-fundadora da agência de notícias Disability Scoop, voltada para a publicação de informações sobre deficiências de desenvolvimento, afirma que essas pessoas se sentem mais incluídas socialmente também, já que hoje esses dispositivos passaram a ser adotados por uma grande parte da população.
Fonte: Digerati
Foto: Reprodução:Mashable
Texto: Andréia Regeni

Nenhum comentário: