11 de nov de 2011

Grande parte dos acidentes, responsável por lesões traumáticas em pessoas com mais de 60 anos, ocorre dentro de casa

Cerca de 30% dos atendimentos por lesões traumáticas nos hospitais brasileiros ocorre com pessoas com mais de 60 anos, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), 85% dos quais dentro de casa. Deste total, 34% das quedas provocam algum tipo de fratura e 46% dos acidentes verificam-se principalmente à noite, no trajeto entre o quarto e o banheiro.

Por isso, preparar a casa para evitar que as pessoas idosas caiam e se machuquem é imprescindível. Dicas simples podem colaborar para impedir essas ocorrências. Dentre elas, reforçar a iluminação de todos os ambientes da residência; evitar tapetes nos quais se pode tropeçar ou escorregar; manter a fiação de equipamentos elétricos fixada ao longo da parede; utilizar pisos e calçados antiderrapantes; usar barras de segurança no banheiro; evitar prateleiras de vidro e superfícies cortantes; posicionar armários e estantes na altura da cintura ou do peito, entre outras.

Mas, nem sempre esses cuidados são suficientes para evitar problemas. No caso de quedas, que provocam imobilidade, o mais importante é o socorro imediato para impedir seqüelas mais graves. Por esta razão – e principalmente para idosos e pessoas que moram sozinhas – a TeleHelp, pioneira no Brasil em teleassistência, serviço de atendimento emergencial remoto, oferece um serviço inovador no País.

Um aparelho, com tecnologia de ponta, instalado na casa do cliente, conectado ao telefone e à energia elétrica, garante assistência, com um único toque, da Central de Atendimento TeleHelp 24hs, especializada em prestar socorro nos casos de emergência.

Uma vez acionado o alarme – operado a partir de um botão usado como relógio ou colar –, as operadoras da Central de Atendimento entram em contato com o usuário para saber o tipo de emergência e, em seguida, avisar pessoas previamente definidas pelo cliente para que o atendam.

Sua frequência é captada pelo painel instalado em casa, mesmo a uma distância de 200m, permitindo que o usuário tenha mobilidade, com total segurança e cobertura. Ao receber o chamado, a TeleHelp utiliza o viva-voz para falar com o cliente. O preço do serviço varia entre R$ 85 e R$ 140 mensais.

A TeleHelp conta com mais de três mil clientes em 107 cidades de 13 estados brasileiros. Há três anos, tem uma parceria com a Prefeitura de Joinville (SC), por meio da Secretária de Bem-Estar Social, área de cuidado com o idoso, que garante o serviço a 500 moradores idosos, cadastrados nos programas sociais do município.

Entre 2008 e novembro de 2010, o serviço gerou 5.001 chamados de emergência, com 4.772 casos resolvidos pela equipe de atendimento da teleassistência. Apenas 1,5%, dos incidentes foram encaminhados para o resgate e para os pronto-socorros do município, melhorando o fluxo de pessoas nos serviços públicos de saúde.


Fonte: VOICE COMUNICAÇÃO
Direção de Atendimento: Beth Guaraldo (bguaraldo@voice.com.br)

Nenhum comentário: